Precisamos voltar a REZAR!

A Sabedoria de Deus renova a nossa Fé!

Tenho refletido nestes últimos dias o que de fato está acontecendo com muitos de nós, com muitas de nossas Comunidades, paróquias e grupos de oração, que parecem que aos poucos começaram a entrar num certo tipo de Esfriamento Espiritual. Já não mais rezam como rezavam no início, já não partilham e colocam tudo em comum como colocavam, as reuniões carismáticas de oração se tornou um verdadeiro grupo de cantos, na qual não vemos e experimentamos a presença do Espírito, não mais vemos os dons sendo exercidos como eram…
Parece que a dificuldade em rezar se acentuou nas pessoas, e que somente aquele breve momento de oração antes de dormir se tornou suficiente para a pessoa dizer que esteve com Deus, e que naquele dia conseguiu rezar…Parece que por vezes o entendimento da misericórdia de Deus se tornou apoio para rezarmos pouco; “afinal de contas Deus é Misericordioso e sabe que não conseguimos rezar hoje…”

fé2

Quando programamos um determinado tempo para rezar parece que a nossa oração não avança, parece que a nossa cabeça está tão cheia de coisas que patinamos na oração. Algumas pessoas são ainda capazes de dizer que coisas deste tipo acontecem porque na verdade estamos amadurecendo em nossa vida de oração, estamos progredindo e por isso não vamos sentir o entusiasmo do começo, o fervor dos inícios, pois estas coisas são para os iniciantes. Mas o problema que vejo e que me assusta, é que por vezes nossa espiritualidade passa mesmo por tempos de “secura”, tempos de deserto, que nos ajudam a amadurecer; mas o que muitas pessoas estão vivendo é na verdade um  ESFRIAMENTO ESPIRITUAL achando que estão vivendo um tempo de deserto...
Existe uma grande diferença entre ESFRIAMENTO e DESERTO.
O papa Bento XVI escreveu a poucos dias atrás que experiência de deserto e vazio nos ajuda a redescobrir o valor daquilo que é essencial para a vida. Com isso entendo que após um período de DESERTO, a pessoa logo voltará a experimentar a graça do que é ser de Deus, e assim a sua vida de oração terá novos e bons frutos… Mas não é isso que tenho visto, e nem é isso o que as pessoas tem partilhado comigo.

fe1

Existe até mesmo um grande desejo de ser de Deus, de fazer a vontade Dele; mas é como se a pessoa não conseguisse se mover, não conseguisse avançar; e mesmo sabendo que é preciso rezar, a pessoa não reza! E se reza, reza pouco achando que fez o suficiente!
Já não vemos mais nossos grupos de oração cheios como eram, e ai dizem que é porque cresceram muito os grupos de oração e as pessoas se espalharam; mas vejo que se espalharam tanto que não conseguimos nem mais achá – las, porque os grupos de oração tem estado vazios, as equipes dos grupos não mais existem direito, e quando ainda tentam se reunir sempre tem aquela pessoa que parece que gosta de colocar um fardo e começa a dar palpites de que não precisam se reunir toda a semana, que não precisam rezarem juntos, e ainda jogam a responsabilidade – que na verdade é por causa da preguiça espiritual deles – em Deus, dizendo que Deus escuta a cada um de suas próprias casas e que a equipe pode rezar sem precisarem se reunir….Oh boca infeliz!!!

Quando as coisas começam a se tornar muito burocráticas, e aqui não estou falando de ORGANIZAÇÃO, estou falando de burocrácia, na qual a pessoa que esta sendo chamada por Deus  para partilhar a Palavra para os irmãos, se colocar a serviço, rezar na intercessão, ela não pode, porque precisa passar por 2 meses de curso interno, fazer 12 apostilas, e ficar acompanhando 1 ano quem esta à frente da equipe para ela aprender, e só depois ela pode começar a servir, absurdo! E vocês acham que estas coisas não acontecem?!

Meu irmão e minha irmã, a verdadeira renovação só pode acontecer individualmente ou em grupo se existir a força da ORAÇÃO! Sem ORAÇÃO não existirá um avivamento dos dons, dos carismas, não haverá uma renovação em sua vida e nem na vida da sua família! Deus é Deus, Ele não se deixa enganar! Não tente fingir para Deus que você tem rezado! Ele conhece você, e como você tem caminhando…E não basta dizer que Deus conhece o seu coração, porque desejo de mudança não converte ninguém! O desejo de mudança regado pela oração ai sim faz toda a diferença!

No nosso CATECISMO ( Catecismo da Igreja Católica ) existe palavras vivas, cheias da sabedoria do céu e da igreja que nos ensina o caminho que precisamos seguir!
No numero 2697 o CIC nos diz: A oração é a vida do coração novo e deve nos animar a cada momento. Nós, porém, esquecemo-nos daquele que é nossa Vida e nosso Tudo.

Isso é uma grande verdade! Nos encontramos com Deus, recebemos do Seu amor e do Seu perdão, Deus nos deu um novo coração e sabemos mesmo que recebemos um novo coração de Deus! Somente que a vida que foi depositada neste novo coração vai aos poucos ficando sufocada, aos poucos este coração vai ficando pesado, parece que a vida deste coração novo que nos foi dado vai passando por uma agonia, até chegar a morte desse coração novo!Oração

E por que isso acontece?

A oração é a vida do coração novo e deve nos animar a cada momento. Exatamente porque não rezamos! Porque não priorizamos Deus, as coisas de Deus, os momentos de estar com Deus! O coração novo só será novo sempre se, eu e você mantivermos nossa vida de oração; porque é somente por meio da oração que nos encontramos com Deus! Meu irmão e minha irmã NÃO há outro caminho sem ser a oração! Mas até que por vezes começamos bem o nosso caminho, mas com o passar do tempo o que acontece conosco que vamos desanimando?! O CIC também nos jauda a entender o que acontece: Nós, porém, esquecemo-nos daquele que é nossa Vida e nosso Tudo., e novamente vamos deixando de priorizar Deus!

E o Catecismo ainda nos ajuda com sua sabedoria: É preciso se lembrar de Deus com mais freqüência do que se respira”. Mas não se pode orar “sempre”, se não se reza em certos momentos, por decisão própria…
Meu Deus quanta VIDA há neste trecho! Olha o que o CIC nos ensina: Mas não se pode orar “sempre”, se não se reza em certos momentos, por decisão própria…
Você e eu não seremos homens e mulheres que estamos em constante oração se nós não PARARMOS em certos momentos para REZAR! Não podemos entrar nas atividades que nos consomem em nosso dia a dia se não pararmos por vezes para rezarmos, e ainda de preferencia a sós, você e Deus! Mesmo que as suas atividades sejam muitas e sejam para a evangelização, se você não PARAR para REZAR em certos momentos, você não conseguirá ser uma pessoa que se pode dizer que reza sempre!
Eu, como missionário da Comunidade Canção Nova, trabalho 100% para a Evangelização, se eu não parar para REZAR em certos momentos, eu não estarei rezando com a minha vida! Padre Jonas Abib é o nosso maior exemplo de um homem que trabalha muito e muito mesmo; mas não deixa NUNCA de rezar! Mesmo com sua idade avançada, e mesmo que não tenha o mesmo vigor físico que há 10 anos atrás, lá está o meu querido Padre Jonas rezando, rezando….

Padre Jonas entendeu e nos ensina em sua própria vida que:A oração é a vida do coração novo e deve nos animar a cada momento.”

Portanto, se você por qualquer motivo que seja esta desanimado, esta percebendo que você tem se tornado FRIO espiritualmente, se você percebeu que seu grupo de oração já não tem mais o ânimo e nem as experiências do Espírito na qual tinham no passado; é o momento da ORAÇÃO na vida de vocês! É o momento de PARAR e se programar como daqui para frente você conduzirá a sua vida de oração com Deus, ou a vida de oração do seu grupo, da sua pastoral…É o momento da ORAÇÃO!
Estamos no Ano da Fé, e sei que se nós, Igreja Católica Apostólica Romana vivermos como o Papa emérito Bento XVI tem nos orientado, veremos a Glória de Deus entre nós, veremos o Espírito Santo ser derramado em abundância sobre a nossa nação, veremos o Avivamento acontecer em nosso meio….

Me desculpe se me delonguei nesta partilha, mas meu coração anseia pelo AVIVAMENTO, meu coração anseia pelo Espírito Santo; e sei que isso só acontecerá se voltarmos a REZAR!

Com isso aprendi que um dos primeiros pontos deste ESFRIAMENTO ESPIRITUAL é consequência da falta de ORAÇÃO!

Oremos:

Enviai Senhor sobre nós o Vosso Espírito Santo, e renovai a face de toda a terra!

Deus abençoe você!

Fonte: http://blog.cancaonova.com/livresdetodomal/preciso-voltar-a-rezar/

Dúvidas e Fé

Olá, a paz do Nosso Senhor Jesus esteja no seu coração, voltando a dar continuidade no blog, trago um post que encontrei e que creio ser muito bom para todos.

“O que nos impede de tomarmos posse são as nossas DÚVIDAS. Perdemos a graça de Deus por causa delas. Oramos, mas não acreditamos que nossas orações cheguem até Deus, porque duvidamos. Não acreditamos que o milagre possa acontecer em nossa vida. Não acolhemos as bênçãos de Deus, porque duvidamos. E depois nos frustramos, e achamos que Deus nos abandonou. Trazemos muitas dúvidas em nossos corações, por isso eu creio que Jesus pode curar a pessoa ao lado, a pessoa pela qual eu rezei, mas não creio que Jesus pode me curar”.

Meus irmãos isso é uma palavra de sabedoria. As dúvidas são as coisas que mais nos massacram, bem como muitos silêncios que geram em nossos corações muitos questionamentos, medos, inseguranças e libertam nossa imaginação que geralmente só vai para lado ruim.
O missionário Neil Velez nos diz profeticamente que: “Você vai receber aquilo que está crendo“. Se em nossas mentes e corações só há dúvidas, medos, preocupações, nós receberemos o que? O que semeamos é aquilo que vamos colher.
A nossa vida nada mais é do que o reflexo interior do nosso coração e da nossa mente. Nós é quem sabotamos nossas metas e sonhos com nossos medos, insucessos, traumas, complexos, dúvidas. Como retirar as dúvidas de nosso coração e de nossas mentes?
Como se acaba com a escuridão? Uma simples chama de luz, dissipa toda e qualquer escuridão. E qual a luz capaz de sanar qualquer dúvida?  A FÉ! O nosso amado irmão São Francisco de Assis, já nos ensinou a rezar: “Onde houver dúvida que eu leve a fé”.
Mas você deve estar se perguntando ou querendo me perguntar: Mas Jonathan como vou ter fé se no meu coração há tanta medo, há tanta dúvida, tanta preocupação, tanta ferida, tanta mágoa?
Irei responder com  muito carinho na próxima postagem. Que O Espírito Santo de Deus, desde já possa iluminar e inundar o coração de vocês com muita fé, amor e sabedoria!
Paz e Bem!

Direcionamento Profético RCC 2012

A vida em renovação é a vida em que a renovação se manifesta em todas as atitudes.A moção 2012 é Apascenta as minhas ovelhas. Esse é um tema que vem sendo tratado sempre na RCC. O Senhor veio agora dar um ultimato para pastorearmos nossos grupos.

Nosso público são todos os servos. Eles precisam da formação do módulo básico. Passa por nós todo o povo da RCC. Damos formação básica para todos os ministérios.

Somos os guardiões dos carismas, precisamos ter muito cuidado porque não somos melhor que os outro ministérios. Precisamos seguir as pegadas de Jesus. Nossa meta é levar as pessoas para o caminho da luz. As pessoas decidem se vão para a luz. Os formadores não podem viver na ignorância.

Jesus é o caminho a verdade a vida. Eu creio que essa palavra acontece para mim hoje? Nossa meta principal é amar verdadeiramente os filhos de Deus. Esse amor precisa reinar dentro de nós. Nossa radicalidade é amar. Um amor que não distingue que acolhe.

A RCC teve que surgir para acolher todos aqueles que não encontraram lugar na Igreja. Esse novo Pentecostes acolhe todos. Acolhe as pessoas mais difíceis da sociedade que vivem situações sociais, pessoais e espirituais muito difíceis.

Somos um fruto de Pentecostes e o formador precisa estar lá para esclarecer isso, para fazer entender.

Jo 21,1s

Estavam na Galiléia, no Lago de Tiberíades eu recebe as águas do rio Jordão e deságüe no mar Morto.

Recebemos e somos capazes de desaguar?

O que nos garante vida é receber e dar. Quando recebemos as moções precisamos transmiti-las.

Todos sabem a moção?

Carlos César
Coordenador Estadual da RCC do Piauí 
Membro do Núcleo Nacional do Ministério de Formação

Fonte: http://ministerioformacao.wordpress.com/2012/04/14/mocoes-profeticas-2012/

Jesus conhece o nosso coração

A nossa capacidade de confiar nas promessas do Senhor, muitas vezes não é suficiente para que tomemos posse da graça que Ele nos prepara. Então, sem perceber uma postura incrédula e até mesmo a  duvida que o Senhor, em toda a sua majestade, pode mudar a realidade de alguém, toma conta do nosso coração.

            A dura rotina dos dias presentes nos leva a “coisificar” os momentos. A condição primordial para que eles aconteçam depende quase que exclusivamente do tempo que nós julgamos estar livre. Muitas vezes, caímos no equívoco de vislumbrar um Deus que não olha intimamente a cada um, assim como quando não colocamos nossa atenção integral nos momentos.

            Entretanto, o Senhor não nos olha com olhares estranhos, mas com intimidade profunda. Intimidade esta que não restringe; que não obedece à nossa disposição de tempo; que vai além da compreensão do que pode ser conhecer alguém. O Senhor conhece os “pensamentos do coração”.

Não achemos que somos muito impuros para desfrutar da graça. Jesus é o único que pode nos libertar.

“Portanto, já não és escravo, mas filho. E, se és filho, então também é herdeiro por Deus.” (Gal 4,7)

Paz e Bem!

Milagres de Deus no dia-a-dia

 

      Devido à nossa humanidade, quando fala-se em milagres já imaginamos alguém que tinha uma doença grave e simplesmente foi curado.Claro que isso é um belíssimo milagre porém, Milagre não é apenas isso.
     Muitos milagres são pequenos acontecimentos em nossas vidas que, muitas vezes, por nós estarmos sempre esperando algo grande, não percebemos.
Um milagre que está presente todos os dias e, geralmente, não paramos para pensar é a nossa vida. A cada dia que acordamos e temos a oportunidade de fazer do hoje melhor que o ontem.
Já parou para pensar quão importante é a nossa vida? E você sabe por que Deus nos deu esse dom? É aí que entra mais um milagre bem simples, mas ao mesmo tempo grande: O amor.   Sim, ele mesmo, o amor. É por isso que temos a oportunidade de escrever a nossa história, vivendo um dia após o outro. Porque Deus nos ama! E quer sempre nos dar uma nova chance.
      E esse amor que Ele tem por nós não se deixa abalar pelas nossas fraquezas e limitações, esse milagre do amor como diz uma música entra na nossa vida como um sonho e como um raio de sol a brilhar. É a partir desse milagre que partem todos os outros: A vida da nossa família, dos nossos amigos, encontrar a pessoa certa para você, conseguir realizar seus sonhos, etc.
Meus caros irmãos, o objetivo dessa formação é para que todos nós possamos parar para pensar se estamos olhando para o lugar certo.
      Porque muitas vezes pedimos a realização de um milagre e achamos que Jesus não realizou, não ouviu, etc.  Porém, Ele já pode ter realizado. Mas não da maneira como você imaginava. E sabe por quê? Porque Ele sabe o que você precisa, Ele sabe o que é melhor para nós.
Então, que nós possamos pedir ao Senhor a capacidade de enxergar a sua simplicidade e a valorizar os pequenos (mas belos) milagres que todos os dias Ele faz por nós!
A Paz do Senhor esteja convosco!


Fonte:
http://www.grupopentecostes.com/index.php?opcao=ver_formacao&codigo=%20110